terça-feira, 5 de abril de 2011

RERIUTABA -Até quando?Juventude perdida, ou mau cuidada??



Zé do pirú morreu ao colidir de moto com uma vaca
 
Quantos  jovens ainda teremos que perder, para que as autoridades acordem para fazerem algo, para preservarem o bem mais precioso que um ser humano tem, que é a VIDA.
  Seja aqui em Reriutaba, ou em uma grande Metrópole ou em qualquer cidadezinha do mais longiquo municipio brasileiro, não importa onde, nossos jovens estão a mercê de tantas armadilhas, oferecidas por excessos de uma liberdade que não sabem aproveitar, drogas, e principalmente a impunidade reinante em todo Brasil.
  Todo final de semana, a História se repete, jovens embriagados, drogados, em uso de motos, carros, perdem suas vidas de maneiras trágicas no florescer de sua precoce vida de ``aventuras sem planejamento``.
  Convites para uma ``balada``, pode ser o inicio de um ``pesadelo``para os familiares que sofrem a dor da perca de um ente querido.
  Poderiamos dar varios exemplos de famílias que já passaram por momentos de grande dor, e que sempre renovam esse sofrimento, quando mais um jovem, tem sua belíssima vida promiscuamente interrompida, seja num acidente de carro, moto, não importa, tudo se repete, a dor se renova, é como se estivessem vivendo tudo de novo.
  Reriutaba já perdeu muitos jovens, que tinham um futuro brilhante pela frente. Mêcanico, universitária, comerciante, etc. Mas o que  a gente observa, é que estamos perdendo nossos jovens, e estamos assistindo a tudo, de braços cruzados.
  O que poderia ser feito para darmos um basta em tudo isso?
  Leis mais rigorosas?
  Ou simplesmente o cumprimentos de todas as leis existentes?
  Muitas vezes, somos omissos, e pagamos caro pela nossa omissão.


Pai acariciando o filho morto em uma colisão de sua moto com uma carroça
 



Mirla morreu em um acidente de carro
 


Joelber desviou de uma corroça e foi atropelado por um caminhão
 


Netinho caiu de moto, passou 23 dias na UTI e faleceu

Fonte: Blog do Chiquinho Carnaúba.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário